Resenha: Sussurro

Autor (a): Becca Fitzpatrick

Título: Sussurro

Editora: Intrínseca

Nº de páginas: 259 (exemplar econômico)

sussurro[1]

“Seus olhos negros me atravessaram e os cantos de sua boca se ergueram. Meu coração parou por um segundo e, naquela pausa, um sentimento sinistro e desesperador pareceu me envolver como uma sombra. Passou depois de um segundo, mas eu continuava a encará-lo. O sorriso dele não era amistoso. Era um sorriso que queria dizer problema. Problema garantido.” 

Tudo começou com uma aula de biologia, digamos, diferente. O professor resolveu separar toda a turma de seus respectivos parceiros de classe, e mudar todos de lugar, pois para o técnico, este era o melhor jeito de ensinar a reprodução humana: pelo método da investigação. No caso, a tarefa era investigar tudo que era possível sobre o seu novo parceiro. Foi assim que ela conheceu Patch.

“-Você nunca foi à escola, nunca? Se é verdade, e você têm razão, não acho que seja, o que levou você a decidir a frequentar aulas este ano? -Você.” 

Patch intrigou Nora desde o primeiro olhar, afinal, quem era aquele garoto que parecia, aliás, não parecia, mas sabia tudo sobre ela? E o pior, que se recusava a entregar qualquer informação sobre ele, quando sabia desde as coisas mais simples, até os problemas mais profundos de Nora. Mas mesmo assim, misterioso, provocante e extremamente irritante, Patch sempre deixava Nora desamparada. Ela vivia as mais fortes emoções com ele. Medo, curiosidade, desconfiança, mas ao mesmo tempo, sabia que era se sentia atraída por ele lá no fundo, mas estava longe de admitir.

“-Você admite que faz isso de propósito? -Isso? -Isso… Me provocar. -Diga “provocar” de novo. Sua boca fica provocante quando você diz isso.” 

O tempo passa e, quanto mais Nora conhece Patch, mais ela passa a desconfiar de suas intenções. Uma hora, acha que ele está à seguindo, outra, acha que está era ele tentando assassiná-la, porque realmente, com tudo que acontecera, ela estava certa de que tinha alguém mesmo atrás dela. Mas, foi só a partir do dia em que ele entrara em sua vida que ela se transformara em uma verdadeira bagunça. Ao mesmo tempo, Nora sabia que a sua companhia era aventura recheada de perigo garantidos. O que ela não sabia, era que ela gostava disso.

“Talvez eu só tenha medo de… -Xinguei a mim mesma por ter sequer começado a frase. O que eu deveria dizer agora? Não ia admitir para Patch que tudo nele me assustava. Seria como lhe dar permissão para me provocar ainda mais. -Talvez eu só tenha medo de… de… -Gostar de mim?” 

Nora desconfiava de Patch, mas nunca sequer imaginaria toda a história que havia por trás de seus olhos negros e seu boné de beisebol surrado. Ele tinha muitos segredos, alguns envolviam ela, inclusive sua família, outros não. Na verdade, Nora podia passar uma tarde inteira tentando fazer a primeira tarefa que foi proposta em biologia quando o conheceu, mas não conheceria nem metade da vida dele, aliás, será que ela sabia de verdade quem ele era, mesmo depois de conhecê-lo um pouco melhor? Sem chances. Para isso, ela levaria muito tempo.

Meu cantinho: O livro é perfeitamente escrito, é viciante, e desde a primeira página te prende, até o final. A história é a criativa, e o desenrolar do enredo está longe de ser entediante. A história envolve anjos caídos, e, a autora disse que não pretende fazer filme no momento, apenas talvez um dia… Ai, de nós leitores! Vamos ficar sem o filme de uma obra muito viciante -quem leu sabe-, pelo menos por enquanto… Beijos, Lari.

Anúncios